Qualidade do ar no vermelho (C/ vídeo)

Não ao espetáculo da destruição

Águeda, Anadia e Albergaria-a-Velha: os  incêndios que têm afetado esta semana a Região de Aveiro, bem como o norte do país, têm contribuído para a degradação da qualidade do ar. Informação do site “qualar.apambiente.pt” indica o nível “mau” devido à concentração de monóxido de carbono, de ozono e de partículas no ar, que têm aumentado desde o início dos fogos. Contudo, não foram atingidos os limites para proteção da saúde humana.
A escala de cores de níveis da qualidade do ar vai do verde (muito bom) ao vermelho (mau) e os valores são medidos em estações existentes , com informação recolhida pelas comissões de coordenação e desenvolvimento regional (CCDR).

Além de Águeda e Anadia, incêndios que alastraram a concelhos vizinhos de Mealhada, Mortágua e Tondela, existem ainda chamas em Albergaria-a-Velha, todas na zona sul do distrito de Aveiro. A norte, Castelo de Paiva e Arouca são municípios afetados, tendo ainda existido ocorrências em Vale de Cambra. Ou seja, praticamente toda a extensa área serrana e florestal do distrito de Aveiro tem sido afetada por incêndios desde o início desta semana.

Águeda, esta tarde:

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top