Recreio de Águeda prepara nova época

José Rachão

José Rachão já está a definir a próxima época do Recreio de Águeda há algumas semanas. “Os dirigentes já têm um dossier há semanas, as coisas estão a ser preparadas”, disse o treinador do clube aguedense após o jogo de domingo, que finalizou a temporada 2016/17. Os treinos começam a 11 de julho

O objetivo é “continuar com os pés assentes no chão, sem cometer loucuras, para que o Recreio possa na nova época cimentar ainda mais a sua estabilidade neste campeonato” de Portugal Prio.
O experiente treinador referiu à Recreio TV que “agora é preciso arranjar uma equipa forte, mais experiente”, mas também “procurar manter a força desta equipa”, que todavia dever ser reforçada “com seis ou sete jogadores”.
José Rachão fala de um plantel diminuto na época agora finalizada. “Um campeonato não se pode fazer à volta de 12, 13 ou 15 jogadores; tem que se dar equilíbrio à equipa, tem que haver mais concorrência dentro do plantel”.
Fazendo um balanço do seu trabalho, nesta segunda fase do campeonato, José Rachão considerou que a “rapaziada jogou e lutou, foi sempre séria”, lembrando todavia que quando regressou a Águeda “ninguém quis pegar nisto, houve três ou quatro possibilidades, mas tiveram medo. Vim, arrumei as pedras, pus a jogar”.
No jogo final, diante do Estarreja, ficou “satisfeito pela verdade desportiva”, salientando que o Recreio não tem “culpa” da despromoção do clube do distrito de Aveiro. “Fomos sérios e dignos”. Sobre o jogo “provou-se aqui hoje que as coisas não são fáceis, ficámos em segundo lugar na série mas todas as equipas criaram dificuldades”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top