Região de Águeda | edição n.º 1086

Região de Águeda, edição de 4 de dezembro de 2019

A edição da semana do Região de Águeda destaca o tema que dominou a mais recente sessão da Assembleia Municipal de Águeda: a eventual instalação de uma central de betão no parque empresarial do Casarão. A empresa surpreendeu no prolongamento da sessão, esta segunda-feira, quando acusou a câmara de ter dado consentimento para se instalar em dois lotes, situação que a autarquia tem vindo a desmentir.

O diretor geral da Socibeiral anunciou a intenção de recorrer à justiça, contra o município e individualmente contra o presidente Jorge Almeida e o vereador João Clemente, afirmando ainda pretender uma indemnização. No início da sessão, verificada na sexta-feira, a Assembleia Municipal pronunciou-se contra a instalação da central de betão, tendo inclusivamente aprovado uma moção para acionar judicialmente a empresa. O PS já veio pedir a demissão do presidente da Câmara, Jorge Almeida.

Além deste assunto, que pode ser consultado em três páginas desta edição do Região de Águeda (versões e-paper e impressa), destaque ainda para os 123 anos da Banda Castanheirense, com novos músicos e homenagem a dirigentes.

O Região de Águeda destaca ainda o acordo que o ACTIB – Águeda Action Club – estabeleceu para que o mundial de motocross de realize por mais três anos, entre 2021 e 2023. A formulação do acordo por escrito está previsto para o Grande Prémio de Portugal em 2020, em abril, na pista internacional do Casarão.

Os 160 anos da Santa Casa da Misericórdia de Águeda foram comemorados com um espetáculo e a atribuição de quatro bolsas de estudo. A semana foi ainda de comemoração em Aguada de Cima, assinalando-se os 250 anos da Capela das Almas Santas da Areosa. A Banda Nova de Fermentelos participou nas comemorações do 1.º de Dezembro, em Lisboa.

Este e outros assuntos integram a edição n.º 1086 do Região de Águeda, que está disponível nas versões e-paper e impressa.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top