Região de Águeda | edição n.º 1095

Região de Águeda, edição de 5 de fevereiro de 2020

A edição da semana do Região de Águeda destaca o projeto que envolve dois jovens aguedenses, que partem este mês de fevereiro para uma aventura solidária no deserto de Marrocos. O objetivo é entregar material didático a crianças de escolas em aldeias locais.

Outro destaque do Região de Águeda para a entrevista Carlos Marques, que foi trabalhador da Miralago durante três décadas. A empresa, referência no tecido empresarial de Águeda, vai a leilão esta sexta-feira, 7 de fevereiro. “Fico triste pelo encerramento da Miralago passar despercebido à maioria das pessoas”, refere, para entre outras afirmações, assumir que “no dia da apresentação dos novos administradores percebi que a empresa ia morrer” e que “não tinham arcaboiço para cumprir o contrato com a EMEL”. E sublinha: “Era muito dinheiro para ser gerido por uma empresa que não tinha condições de cumprir o contrato (…) nem tecnologia, nem espaço, nem colaboradores suficientes (…). Os antigos colaboradores tentaram avisar mas ninguém ouviu!”

A edição da semana do Região de Águeda destaca ainda as justificações de Mário Martins, ex-presidente de Junta de Travassô e Ois da Ribeira, em tribunal, por causa da contratação da filha; e também duas IPSS a AFA de Fermentelos e a ARCOR de Ois da Ribeira, preocupadas com a sustentabilidade. Um assunto recorrente, por ser comum às IPSS do concelho de Águeda.

Pode aceder à edição da semana nas versões e-paper e impressa.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top