Região de Águeda | edição n.º 1112

Região de Águeda - edição de 3 de junho de 2020

A edição da semana do Região de Águeda destaca a decisão do Município de Águeda em adiar para 2021 o AgitÁgueda com chapéus e comcertos, cancelando a programação prevista para este ano e os enfeites na ruas da cidade, incluindo os populares guarda-chuvas que têm trazido multidões.

O Região de Águeda destaca ainda a realização do Drive i, pela d’Orfeu – Associação Cultural, que foi a versão possível do Festival i. A cultura em tempos de pandemia.

As construções que se verificam na cidade foi assunto da reunião do executivo municipal. A maioria que governa a Câmara de Águeda – do Juntos – Movimento Independente – justifica a volumetria com definições do plano diretor municipal. João Clemente, vereador responsável pelo pelouro das obras particulares, respondeu às críticas dos vereadores do PS e do PSD.

Em Travassô, o projeto da extensão de saúde está pronto para concurso público depois das várias alterações, verificadas por exigência da Administração Regional de Saúde.

Destaque ainda no Região de Águeda para o aumento dos pedidos de ajuda em Fermentelos, refletindo os impactos da pandemia na freguesia, e para as iniciativas da Filarmónica de Ois da Ribeira para angariar receitas, procurando novas formas para ultrapassar as dificuldades financeiras resultantes deste período.

A empresa HFA assinalou 25 anos de existência e abriu candidaturas até 25 de junho para apoiar projetos inovadores de IPSS e equiparadas.

Na política, o PS pede a demissão do presidente da Câmara Municipal de Águeda, alegando que Jorge Almeida mentiu na Assembleia Municipal relativamente ao dossier que envolve a empresa Socibeiral.

A edição do Região de Águeda está disponível nas versões e-paper e impressa.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top