Responsável pelo Polis Litoral da Ria defende continuação do projecto, “apesar da crise”

A presidente do Conselho de Administração da sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro, Teresa Fidélis, defende que o Polis da Ria de Aveiro “não pode parar”, apesar da conjuntura de crise que o país atravessa.

“O trabalho em desenvolvimento em prol da Ria de Aveiro não pode parar. O Polis da Ria de Aveiro não pode parar”, disse Teresa Fidélis na primeira sessão de apresentação de estudos e projectos do Polis Litoral da Ria de Aveiro, que decorreu hoje no Parque de Exposições da cidade.

Aquela responsável sublinhou que a operação Polis Litoral Ria de Aveiro se encontra num “momento de viragem”, com o início da concretização física das cerca de 150 acções previstas no Plano de Estratégico.

As empreitadas mais adiantadas respeitam aos projectos localizados no município de Sever do Vouga, como a construção de um cais e uma piscina fluvial na Quinta do Barco, que já está terminada e será inaugurada ainda este mês, e a requalificação da Estação de Paradela, que deve ser adjudicada na próxima semana.

A sessão de apresentação de estudos e projetos do Polis Litoral da Ria de Aveiro, que decorreu hoje, visou dar conta do trabalho realizado até ao momento.

No átrio do Parque de Exposições de Aveiro encontra-se patente até à próxima sexta-feira uma exposição constituída por um conjunto de cartazes e um mapa da ria de grande formato, através dos quais se apresentam os estudos e projetos já concluídos ou em fase de conclusão.

A área de intervenção da Polis estende-se por 37 mil hectares na Zona de Proteção Especial da Ria de Aveiro e prevê a requalificação e a valorização de 60 quilómetros de frente costeira e 128 quilómetros de frente lagunar.

A operação inclui cerca de 150 acções, das quais cerca de 95 por cento têm já os procedimentos em curso, num investimento total de 96 milhões de euros.

O projecto, que começou em 2008, estende-se até 2013 e engloba áreas territoriais de 12 municípios: Águeda, Albergaria-a-Velha, Aveiro, Espinho, Estarreja, Ílhavo, Mira, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top