Rodrigo Marques vence concurso internacional

Rodrigo Marques

Rodrigo Marques, percussionista e formador da Banda Nova de Fermentelos, venceu concurso mundial de topo

O concurso “Universal Marimba Competition Belgium” (UMCB), na cidade belga de Sint-Truiden, é reconhecido como um dos mais prestigiosos concursos mundiais desde a sua fundação em 2001. Os laureados, invariavelmente, têm enveredado por carreiras internacionais invejáveis. Nas seis edições já realizadas, a competição teve já mais de 700 concorrentes, oriundos de todos os continentes, e, entre os jurados, inclui os mais conceituados artistas mundiais. Além de prémios em dinheiro e materiais, na ordem dos 70.000 euros, os prémios também incluem gravações de CD no salão académico de madeira.

HÁ SEMPRE UMA PRIMEIRA VEZ…

A edição deste ano decorreu entre 24 de julho e 1 de agosto, sendo o júri composto por dois belgas, dois americanos, um japonês, um chinês e um húngaro. A obra que Rodrigo Marques apresentou a concurso intitula-se “Ulular del Tigre”, na categoria “marimba solo”.
Esta é a sua primeira incursão pelo mundo da composição. Quando questionado sobre esta sua faceta, desconhecida até agora, conta que, quando conheceu um grande pianista de jazz, também compositor, em 2011, Filipe Raposo, seu professor de composição, passou a tê-lo como grande inspiração, começando a improvisar, ao ponto de passar, desde então, todos os dias, a improvisar no piano ou na marimba. No entanto, reconhece que nunca teve a coragem de realmente escrever algo a sério, escrevendo apenas algumas coisas para si próprio, sem nunca ter assumido qualquer postura oficial. Esta competição, acrescenta, “foi o momento ideal para pôr a composição em prática”, rematando, com alguma vaidade, “e consegui”.
Quanto à qualidade e avaliação da obra apresentada a concurso, o júri não falou em pontuação, tendo apenas decidido que “a peça tem a melhor estrutura, uma catchy melody e é uma peça de elevado nível académico”. Segundo o júri, “a obra vai chegar longe, toda a gente vai ter vontade de a tocar e explora bastantes coisas a nível técnico, como por exemplo, colorização da música, um aspeto muito em falta nos dias de hoje”.

REPERCUSSÃO MUNDIAL

O primeiro prémio agora conquistado, para lá do valor pecuniário, inclui outras vertentes de reconhecimento e promoção, bem mais interessantes e de efeitos mais duradouros, nomeadamente o facto do Rodrigo Marques ser anunciado e promovido internacionalmente como premiado, a sua obra ser publicada e distribuída mundialmente pela “Splendid Arts Edition”, e, doravante, a sua peça passa a incluir o repertório para edições futuras do concurso UMCB.
Na hora do reconhecimento público, Rodrigo Marques agradece aos seus professores, Chin Cheng Lin, de Taiwan, e Ludwig Albert, belga, que lecionam percussão. São “enormes fontes de inspiração”.
A Associação Cultural e Recreativa Banda Nova de Fermentelos veio já congratular-se “com mais este sucesso de um dos seus membros e manifesta a profunda convicção de que, a este prémio, muitos outros se seguirão na sua prometedora carreira”.

FERNANDO COZINHEIRO
Autores

Notícias Relacionadas

*

Top