Arquivos da Tag: Albergaria-a-Velha

Assinatura do contrato-programa entre o município de Albergaria-a-Velha e a APPACDM

Desporto adaptado em Albergaria-a-Velha

Desporto adaptado em Albergaria-a-Velha

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha estabeleceu um novo contrato-programa de desenvolvimento desportivo com a APPACDM de Albergaria-a-Velha com o objetivo de promover a integração das pessoas portadoras de deficiência ou incapacidade na dinâmica desportiva do concelho.

Águeda, vista aérea

Águeda inverte tendência em alojamentos turísticos

Camas em alojamentos turísticos aumentam mas permanência de hóspedes é um desafio para Águeda. O território municipal de Águeda tem invertido, nos anos mais recentes, a tendência de descida de número de camas em hotéis e outros alojamentos turísticos, que se verificava entre 2009 e 2013, aumentando de forma gradual até 2018. Já quanto à

Águeda, vista aérea

Águeda perdeu 10,4 habitantes por Km2 desde 2001

Com o aumento da dependência de idosos e a diminuição da dependência de jovens por cada 100 pessoas em idade ativa, o município de Águeda perdeu densidade populacional desde 2001, registando menos 10,4 habitantes por km2 desde o início do século XXI. Na Região de Aveiro, há seis municípios em perda e cinco que aumentaram

edifício da Antiga Capitania de Aveiro

Acentuam-se diferenças entre Águeda e Aveiro

Sendo o 74º município do país em receitas, Águeda foi em 2018 a terceira autarquia da Região de Aveiro com mais dinheiro para gerir (26,4 milhões de euros). Aveiro, porém, quase triplicou Águeda na receita (65,6). Num só ano, as receitas diminuíram em Águeda e aumentaram vertiginosamente em Aveiro

Câmara Municipal de Águeda

Município de Águeda inverteu em 2018 três anos de saldo negativo

Águeda foi o 58º município, entre os 308 existentes em Portugal, com melhor equilíbrio entre receitas e despesas, no ano de 2018, invertendo três anos de saldo anual negativo – de acordo com dados da Pordata, atualizados em 8 de outubro deste ano

Os sucessivos focos de incêndio obrigaram a esforço redobrado

Mão criminosa nos incêndios – diz autarca

A GNR está em campo para saber se houve mão criminosa e a Polícia Judiciária (PJ) “está a acompanhar” os processos de investigação aos últimos incêndios florestais que consumiram dois mil hectares de terreno no município de Albergaria-a-Velha e 500 hectares no município de Águeda – referiu o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida,

Top