Arquivos da Tag: Espinho

Região de Águeda, edição de 29 de abril de 2020

Região de Águeda | edição n. 1107

Região de Águeda | edição n. 1107

A edição da semana do Região de Águeda destaca o trabalho efetuado com as cinco bandas filarmónicas do município de Águeda, fonte de dinamismo social e de crescimento cultural nas freguesias e no município. “Como as bandas respondem à covod-19?” é o título de primeira página.

Estação de Macinhata do Vouga, na linha do Vouga

Degradação e abandono “convidam” a não utilizar a Linha do Vouga

A comissão de utentes da Linha do Vouga lançou, no sábado, no apeadeiro da Aguieira, uma petição pela requalificação e modernização da linha do Vale do Vouga, que pode também ser subscrita on line. Vitor Januário, porta-voz da comissão, em entrevista ao Região de Águeda, explica que, com a iniciativa, se “pretende que a Assembleia

Bola de futebol

Recreio de Águeda recebe Espinho na abertura do Campeonato de Portugal

O Recreio de Águeda vai receber o Sporting de Espinho, no dia 12 de agosto, em jogo da jornada de abertura do Campeonato de Portugal (série B). O sorteio foi realizado esta tarde na sede da Federação Portuguesa de Futebol.

Banco Alimentar

Banco Alimentar: Águeda foi o sexto município com mais alimentos recolhidos

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu, no último fim-de-semana, 6.331 quilos de produtos alimentares no município de Águeda, de acordo com dados fornecidos pela delegação de Aveiro. Albergaria-a-Velha contribuiu com 5.696 quilos

comboio-novo-prima

Quercus defende Linha do Vouga

A Quercus considera que a Linha do Vouga é uma “infraestrutura com potencial para se poder tornar numa alternativa mais sustentável em termos de transporte para a região”. O investimento de 3,7 milhões de euros, feito em 2009, na supressão e automação de mais de 50 passagens de nível, como requalificação da linha, “não pode

Sernada do Vouga

ESTAÇÃO COM 102 ANOS – Oficinas de Sernada do Vouga dinamizaram construção de automotoras

A DÉCADA DECISIVA       Há 100 anos, uma linha ferroviária estava concluída. Com dificuldades técnicas e operacionais tremendas. Sernada do Vouga, um pequeno lugar isolado, ganhava importância. O comboio circulava mas houve greve em 1917. E só em 1919 a linha conheceria verdadeiramente a dimensão do que valia: 375 mil passageiros e 66.375 toneladas

Top