Toques do Caramulo na Suécia

Toques do Caramulo

O Toques do Caramulo levou, na última semana, as modinhas da Serra do Caramulo até ao Victoriateatern, em Malmö (Suécia). A festa serrana fez-se perante um teatro cheio e público rendido

Este ano, a agenda criativa da d’Orfeu AC tem mais viagens previstas – também com Reportório Osório, Borbolino, Os CantAutores, Muito Riso Muito Siso – e a estreia de um novo projeto: Valente Maio.
Foi na Suécia, no entanto, que os Toques do Caramulo abriram a sua agenda de 2018. A criação mais identitária da d’Orfeu AC subiu no dia 15 de fevereiro ao palco do Victoriateatern, na cidade de Malmö, para fazer ouvir o seu mais recente disco “Mexe!”, em ambiente de grande festa com o público sueco.
O grupo voltará a voar no próximo verão, com concertos previstos nos Açores, Canárias e Dinamarca. Por terra, vão marcar presença no Festival da Máscara Ibérica, em Lisboa (19 de maio), no Festival Castro-Galaico de Nogueiró, em Braga (14 de julho) e no Folk Ancas, em Anadia (15 de julho).

OUTRAS PROPOSTAS EM DIGRESSÃO

Depois do êxito no Brasil em janeiro, também Reportório Osório vai continuar em digressão: no Festival Periferias, em Sintra (1 de março), em Aljustrel (2 de março) e no Sabugal (17 de março). Já Borbolino, a história do grilo cantor em marionetas, apresenta-se na Biblioteca Municipal de Penacova a 10 de março.
Depois, a “Tia Graça” sobe ao palco do Teatro Aveirense a 11 de abril. Os CantAutores também regressam em abril, com concerto confirmado no Cineteatro Camacho Costa, em Odemira, a 20 de abril. E “Muito Riso, Muito Siso” prepara-se para viajar a Cabo Verde, integrado nas comemorações do Dia da Língua Portuguesa na CPLP, na Cidade da Praia (a 4 de maio) e na Cidade do Mindelo (a 5 de maio). Antes disso, este espetáculo a solo de Luís Fernandes será apresentado a 21 de abril no circuito ExcentriCidade, no concelho de Guimarães.

VALENTE MAIO ESTREIA EM ÁGUEDA

Além dos espetáculos em circulação, a vertente criativa da d’Orfeu AC tem já na manga uma nova criação: Valente Maio, cuja antestreia terá lugar a 27 de abril em Águeda.
Manuel Maio, violinista, e José Valente, violetista, conhecidos pela flexibilidade linguística e irreverência criativa, sendo ambos também compositores premiados, associam-se para formar “Valente Maio”, um encontro entre o violino e a viola d’arco, numa viagem entre múltiplos estilos.

Autores

*

Top