Trio Porteño na Casa da Música

Trio Porteño

O grupo Trio Porteño vai atuar na Casa da Música (Porto), no dia 30 de maio, às 21h30

Fundado por Filipe Ricardo, António Justiça e Davide Amaral em 2013, o Trio Porteño procura explorar uma combinação instrumental pouco convencional, duas guitarras e uma concertina. As primeiras apresentações datam de 2012, no Conservatório de Música de Águeda e na Escola de Artes da Bairrada, onde os três elementos exerciam funções de docentes. Estas apresentações tiveram como repertório base o “Nuevo Tango” argentino, sobretudo a obra de Astor Piazzolla. Os três decidiram retomar os trabalhos um ano depois e formar em definitivo o grupo. 2013 foi o ano do arranque oficial do Trio, apadrinhado pelo aclamado guitarrista argentino Victor Villadangos no Festival Guitarras Mágicas realizado em Sever do Vouga.

Filipe Ricardo, de Águeda, é licenciado pelo Instituto Superior Jean Piaget de Viseu, é membro fundador do grupo Danças Ocultas com o qual gravou vários discos. Paralelamente a este grupo, desenvolveu outros projetos relacionados com música para dança e também musicoterapia.

Davide Amaral, também de Águeda, é licenciado pela Universidade de Aveiro em Ensino de Música. É autor do livro “PIMA – 20 peças de iniciação à guitarra” editado pela AVA – Musical Editions.

António Justiça, de Ílhavo, estudou no Conservatório de Música de Aveiro e na Universidade de Aveiro. Gravou com o Síntese, Grupo de Música Contemporânea em 2010 e com a banda Patinho Feio (2016), banda da qual é membro fundador. Tocou como solista com a Orquestra Filarmonia das Beiras.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top