Uma vítima mortal em acidente com autocarro que transportava o Orfeão de Águeda

Um morto, sete feridos graves e 20 ligeiros é o resultado do capotamento de um autocarro que transportava o coro do Orfeão de Águeda na Arrifana, concelho de Santa Maria da Feira, segundo um balanço feito no local pelo INEM.

A vítima mortal é Paula Silva, de 45 anos, coralista e secretária da direcção do Orfeão de Águeda. É filha do presidente da colectividade, o empresário António Silva.

Estão ainda internados o motorista do autocarro – Fernando Cavaco, de 55 anos, residente em Azurva, com prognóstico reservado – e os seguintes elementos do Orfeão de Águeda: Fernando Moreira (HUCoimbra), Clara Lopes (Santo António, com ferimentos nos braços e mãos), Isabel Oliveira (Gaia, fractura do úmero), Viviane Felício, Manuel Ferreira e Bracelina Marques (Aveiro, ferimentos ligeiros), Sandra Rosa (S. Sebastião, Santa Maria da Feira, ferimentos ligeiros), Maria Clara Pereira (S. Sebastião, amputação da mão esquerda) e Rosa Laranjeira Martins (S.Sebastião, intervenção cirúrgica mas em situação clínica estável).

Os restantes feridos já tiveram alta hospitalar.

De acordo com o director regional do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Luís Meira, seguiam no veículo, com lotação para 45 pessoas, 36 ocupantes, dos quais oito saíram ilesos.

“Alguns ocupantes estavam encarcerados e isso dificultou o processo de assistência”, afirmou.

De acordo com o comandante dos bombeiros de Arrifana, Joaquim Teixeira, os feridos foram transportados para os hospitais de Santa Maria da Feira, Aveiro, Gaia e Santo António, no Porto.

O segundo comandante distrital da Protecção Civil de Aveiro, António Ribeiro, indicou que estiveram no local 17 ambulâncias, três viaturas de desencarceramento, 1 helicóptero do INEM e outro da Protecção Civil, quatro Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) e uma viatura de intervenção em catástrofe.

Participaram nas operações 82 bombeiros de quatro corporações: Arrifana, Santa Maria da Feira, Lourosa e São João da Madeira.

“Desconhece-se para já a causa do acidente”, disse o comandante, acrescentando que a estrada encontra-se ainda cortada, tendo já chegado ao local uma grua para proceder à remoção do veículo.

O autocarro, de 2002, pertencia à empresa Autoviação Aveirense e transportava o Orfeão de Águeda, que actuava à noite em São Paio de Oleiros.

O acidente ocorreu na Estrada Nacional 223, junto ao nó de ligação ao IC2, cerca das 20:15 deste sábado, onde se encontram cerca de dois mil populares.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top