Universidade de Aveiro: Aumento do desemprego (também) pode colocar em causa o futuro da Segurança Social

Sónia Oliveira

Só em 2012 a Segurança Social despendeu 2593 milhões de euros em subsídios de desemprego e em programas de apoio ao emprego. O valor, que representa um agravamento das despesas com os desempregados em cerca de 490 milhões de euros, comparativamente a 2011, ajuda a justificar o pior saldo global que a Segurança Social apresentou em 2012 relativamente ao último quinquénio: 419 milhões de euros.

As conclusões do estudo da Universidade de Aveiro (UA) garantem que o aumento das taxas de desemprego, a par do crescente do número de reformados e do decréscimo da taxa de natalidade, estão a contribuir para que em 2020 a Segurança Social possa apresentar um défice de 344 milhões de euros. Um número que a acontecer, garante a UA, “coloca veementemente em causa o futuro do Estado-Providência”.

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top