Vespa asiática preocupa

Vespa Velutina ou vespa asiática

A Câmara Municipal de Águeda, através do serviço municipal de proteção civil, tem vindo a recolher e a destruir diversos ninhos de vespa asiática . Trata-se de uma espécie que representa riscos para a produção de abelhas e até para pessoas. Mas haverá mais casos no concelho de Águeda

As imagens que o RA publica referem-se a dois ninhos de vespas velutinas, também conhecidas por vespas asiáticas, destruídos pelos serviços municipais de proteção civil, na última semana, após a autarquia ter sido contactada nesse sentido: um ninho recolhido em Lamas do Vouga e um outro recolhido no Préstimo. “Estes ninhos são inconfundíveis e quem encontrar algum deverá contactar o município”, apelou o vice-presidente da autarquia, Jorge Almeida.

PREDAÇÃO DAS ABELHAS E RISCO PARA AS PESSOAS

Vespa velutina ou vespa asiática: ninho recolhido no concelho de Águeda

Vespa velutina ou vespa asiática: ninho recolhido no concelho de Águeda

A vespa velutina, ou vespa asiática, é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia, encontrando-se, por enquanto, “aparentemente circunscrita ao norte do País” – segundo o ministério da Agricultura e do Mar, que definiu um plano de ação em outubro de 2014. Na Europa esta espécie espalhou-se rapidamente por todo o território francês em 2004, tendo a sua presença sido confirmada em Espanha em 2010, em Portugal e Bélgica em 2011 e em Itália em finais de 2012.
Nas zonas onde ocorre, tanto rurais como urbanas, podem ser observados, a partir de maio, grandes ninhos albergando algumas centenas de vespas, localizados em árvores e em construções.
O prin­­cipal impacto conhecido desta espécie é a predação das abelhas. Quando perturbada, esta espécie também poderá representar um risco para as pessoas, devido à sua picada, tal como acontece com as de outras vespas e de abelhas.

(leia mais nas edições e-paper e impressa)

Autores

Notícias Relacionadas

*

Top