Motocross: Águeda não recebe provas em 2014

Janeiro 6, 2014 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

O Crossódromo Internacional de Águeda não vai receber o campeonato do mundo de motocross em 2014, nem sequer a prova referente ao campeonato nacional, pois o GICA não vai organizar qualquer prova durante o ano.

O clube aguedense tem acumulado prejuízos com a organização de provas, designadamente do mundial, dificuldades que se têm acentuado nos últimos anos. Tanto que já em 2013 o Grande Prémio de Portugal de motocross só há última foi confirmado em Águeda.

(MAIS INFORMAÇÃO NAS EDIÇÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Motocross: Hugo Santos confirma títulos nacionais em Águeda

Julho 1, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

Hugo Santos confirmou em Águeda, no encerramento do campeonato nacional, os títulos máximos nas categorias MX1 e elite, regressando aos cetros depois de 2007. Em MX2, Sandro Peixe também confirmou o título. O aguedense André Martins foi o 7º em MXjúnior.

Após seis jornadas, o espetáculo do motocross nacional chegou ao fim e coloca agora a caravana nacional de olhos postos no arranque da temporada de supercross a 13 de julho em Oliveira de Santa Maria.

Motocross: Nacional decide-se em Águeda

Junho 19, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

O Crossódromo Internacional de Águeda será já no próximo dia 30 de junho o palco das decisões na última prova pontuável para o campeonato nacional de motocross.

A categoria MXElite é liderada pelos pilotos Hugo Basaula e Hugo Santos, com Sandro Peixe à espreita de um deslize dos seus mais diretos concorrentes.

Em MX1, classe rainha do desporto motorizado, mantém-se a luta acesa entre Hugo Santos e Hugo Basaula na disputa do primeiro lugar do pódio, com João Vivas na terceira posição. Já em MX2 é Sandro Peixe quem comanda com 29 pontos de vantagem sobre Pedro Carvalho, que espreita um dia menos bom do seu rival.

(MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Motocross: André Martins satisfeito com experiência no europeu de 125cc

Maio 10, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

A estreia do piloto André Martins no campeonato europeu de 125 aconteceu em Águeda. O piloto aguedense já esperava bastantes dificuldades no mítico traçado do Casarão, acabando por se classificar em 34º lugar.

O sábado começou bem cedo com uns treinos, com André Martins a demonstrar algum nervosismo e preocupação dado o nível exigente da competição. Na manga de qualificação, o piloto conseguiu ser o melhor português em pista, conquistando a 31ª posição (dando por conseguido o seu apuramento).

No domingo era o dia da derradeira corrida e a pista do Casarão encontrava-se bastante enlameada. Para dificultar a corrida, André Martins não conseguiu fazer um bom arranque, não conseguindo por isso ir além da 34ª posição.

Fazendo um balanço da sua participação, André Martins disse estar “bastante contente, pois consegui o apuramento e acabei o fim de semana isento de quedas”. Para o piloto, “este campeonato tem um ritmo muito forte e espero ter evoluído para a minha próxima corrida”.

Mundial de motocross: Paulin e Herlings vencem em Águeda

Maio 5, 2013 por admin  
Filed under Desporto, Destaques, modalidades

O francês Gautier Paulin (Kawasaki) e o holandês Jeffrey Herlings (KTM), em MX1 e MX2 respetivamente, venceram o Grande Prémio de Portugal, que se realizou este fim de semana em Águeda.

O líder do mundial, o italiano António Cairoli (KTM), foi segundo classificado, enquanto o belga Clement Desalle (Suzuki), vencedor em 2012, completou o pódio em MX1. O português Rui Gonçalves (KTM) foi 10º classificado.

Em MX2, o australiano Dean Ferris (Yamaha) e o espanhol José Butrón (KTM) foram segundo e terceiro, com Herlings – já vencedor em Águeda em 2012 – a confirmar o domínio que vem exercendo esta época, pois venceu todas as mangas disputadas até ao momento.

O campeonato do mundo cumpriu em Águeda a sexta etapa. Em MX1, Cairoli comanda com 280 pontos, com Paulin em 2º com 242 e Desalle em 3º com 227. Rui Gonçalves é 8º classificado com 131 pontos.

Em MX2, Herlings soma 300 pontos, enquanto o francês Tixier tem 219 e o holandês Coldenhoff 183, todos em KTM.

Motocross: Rui Gonçalves quer brilhar perante o seu público em Águeda

Maio 3, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

Num campeonato com 17 provas é normal que Rui Gonçalves se sinta em “casa” na pista do Casarão, circuito onde o piloto luso deu os seus primeiros passos como piloto de motocross e onde se tornou no primeiro atleta  a vencer uma prova do campeonato do mundo de motocross em solo nacional.

Águeda representa isto tudo e muito mais para Gonçalves. É também uma oportunidade para rever a família, amigos e os muitos fãs que habitualmente seguem com a sua carreira no Mundial da modalidade.

O circuito do Casarão tem um traçado único que habitualmente favorece os pilotos técnicos e que exige forte condição física para ser enfrentado com determinação. Rui Gonçalves já referiu, por diversas vezes, que este é um traçado a seu gosto e que permite aproveitar toda a potência da sua KTM 450.

 

SURPRESA E AZARES

 

Em termos de campeonato, o piloto de Vidago surpreendeu tudo e todos nas primeiras provas do campeonato no Qatar e na Tailândia quando andou de forma consistente no “Top Ten” apesar de competir com uma mão lesionada.

No regresso à Europa alguns azares limitaram as performances de Gonçalves nas provas disputadas na Holanda, Itália e Bulgária, azares esses que estão esquecidos numa altura em que o objetivo é atacar forte e subir posições em termos do campeonato do mundo na classe MX1.

 

“GRANDE MOTIVO DE ORGULHO”

 

Os próximos dias serão intensos em todos os sentidos. Para além do forte empenho na competição, Rui Gonçalves irá partilhar o seu natural entusiasmo por correr em casa com os muitos milhares de apoiantes que irão estar presentes em Águeda nos próximos dias 4 e 5 de Maio.

“Como é habitual, correr em Águeda é, para mim, um motivo de grande orgulho. Sinto-me, naturalmente, em casa, rodeado por muita gente que me apoia e o facto de rever família e amigos serve de incentivo para me aplicar ainda mais nos meus resultados”, referiu Rui Gonçalves.

“Ao longo dos anos o Ginásio Clube de Águeda tem vindo a fazer um trabalho fantástico em termos de preparação da pista e também na promoção do evento”, reconheceu o piloto português, vice-campeão do mundo em MX2 em 2009. “Neste momento, Águeda é um dos circuitos de topo do campeonato do mundo e espero que se mantenha assim durantes muitos anos”, disse.

 

“CIRCUITO AINDA MAIS TÉCNICO”

 

“Em termos competitivos será um fim de semana interessante: com a presença das duas classes do europeu prevê-se que o circuito fique ainda mais técnico, pelo que as corridas de domingo deverão ser animadas”, perspetivou Rui Gonçalves, desejando que “o público português se desloque em massa até Águeda para assistir ao melhor espetáculo do Mundo”.

Em MX1, a classificação do mundial está assim ordenada: 1º Antonio Cairoli 235 pts, 2º Gautier Paulin 195 pts, 3º Clement Desalle 189 pts, 4º Ken de Dycker 183 pts, 5º Kevin Stribjos 160 pts, 6º Tommy Searle 147 pts, 7º Rui Gonçalves 109 pts, 8º Max Nagl  100 pts, 9º Xavier Boog 90 pts.

Motocross: Águeda recebe os melhores há 30 anos. Cairoli e Herlings confirmam hegemonia?

Maio 2, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

O italiano Antonio Cairoli e o holandês Jeffrey Herlings são campeões do mundo em título, lideram a edição 2013 em MX1 e em MX2 e ambos já venceram em Águeda. Mas na história de três décadas dos campeonatos do mundo nesta cidade vários são os campeões com o seu nome inscrito entre os que mais triunfaram. 

Em 1985, Águeda recebeu pela primeira vez uma prova pontuável para o campeonato do mundo de motocross na categoria de 125cc. O holandês Dave Strijbos foi o primeiro vencedor. O belga Eric Geboers e o americano Donny Schmit também foram vitoriosos nas primeiras provas realizadas no crossódromo internacional aguedense.

A classe de 500cc teve o seu único grande prémio em Águeda no ano de 1994, altura em que as motos a quatro tempos começavam a implementar domínio na categoria. A vitória coube ao belga Jacky Martens e à Husqvarna.

 

EVERTS E CAIROLI NO TOPO

 

O campeoníssimo Stefan Everts venceu nos anos de 1997 e 1998, tripulando uma Honda, na classe de 250cc. Sucedeu-se o italiano Alessio Chiodi, na categoria 125cc em 1999.

Em 2000 seria Mickael Pichon a triunfar em Águeda, que estaria três anos sem receber uma prova pontuável para o mundial.

Já em 2004, no regresso da pista do GICA ao calendário, começaram a prevalecer provas de MX1 e MX2 em simultâneo, com Pichon a vencer em MX1 e Ben Townley em MX2.

Em 2005 e 2006, o belga Stefan Everts, desta vez em Yamaha, e o sul-africano Tyla Ratray, com uma KTM, ganhariam respetivamente em MX1 e MX2.

Em 2007, seria Kevin Strijbos em MX1 e António Cairoli em MX2 a superarem a concorrência, no caso do italiano a conquistar pontos para o seu segundo título mundial na categoria.

Em 2008, novamente Cairoli em MX2, com o francês Sebastien Pourcel, em Kawasaki, a estrear-se no rol dos vencedores do GP Portugal.

 

PORTUGUESES EXULTARAM

 

Em 2009, o GP Portugal em Águeda foi especial, com a primeira vitória de um português, a segunda consecutiva de Rui Gonçalves no circuito mundial em MX2. A emoção tomou conta do crossódromo, com o piloto de Vidago a conquistar pontos fundamentais para ser sagrar vice-campeão mundial da categoria, com a sua KTM. Nesse ano, em MX1, Antonio Cairoli foi o melhor nas duas mangas, repetindo os sucessos anteriores conseguidos em MX2

Em 2010, o belga Clement Desalle estreou-se a ganhar em Águeda em MX1, repetindo o seu triunfo em 2011 e em 2012 com uma Suzuki. Em MX2, seria o francês Marvin Musquin, em KTM, a ganhar em 2010, com o holandês Jeffrey Herlings a fazê-lo em 2011 e em 2012.

 

LÍDERES CONFIRMAM HEGEMONIA?

 

Antonio Cairoli e Jeffrey Herlings, ambos em KTM, comandam em MX1 e em MX2, após cinco grandes prémios realizadas. Os dois ostentam o título de campeões do mundo, nas respetivas categorias. O italiano venceu sete das 10 mangas disputadas até ao momento, ao passo que o holandês as venceu todas nesta edição de 2013.

Confirmarão os dois, em Águeda, o domínio que vêm ostentando nesta fase inicial do campeonato?

(MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Motocross: Rui Gonçalves e um jovem aguedense na “armada lusa” em Águeda

Maio 2, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

Rui Gonçalves é novamente o único piloto português a ‘tempo inteiro’ no campeonato do mundo. Integrado no pelotão da classe maior, MX1, Rui Gonçalves está este ano na renovada equipa da Ice One Racing, formação finlandesa propriedade do piloto de Fórmula 1 Kimi Raikonen.

Rui Gonçalves ocupa na chegada a Águeda a sétima posição do campeonato, tendo como melhor resultado a quinta posição na corrida da Tailândia.

Em Portugal Rui Gonçalves vai ter a companhia de dois pilotos lusos: Hugo Santos e Hugo Basaúla, pilotos ‘wild-card’ para este GP de Portugal e que serão os únicos lusos em pista nas classes mundialistas. Portugal conta ainda com pilotos entre o pelotão de EMX 250: Sandro Peixe, Pedro Carvalho e Diogo Graça, enquanto nas 125 estarão Jorge Maricato e o aguedense André Martins.

(MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Motocross: André Martins entre os portugueses que irão competir no GP Portugal em Águeda

Abril 16, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

O aguedense André Martins vai competir no “Europeu” de 125cc, marcado para os dias 4 e 5 de maio em Águeda, juntamente com os mundiais de motocross. É um dos sete portugueses convidados para integrarem o lote de pilotos a competirem no GP Portugal marcado para Águeda.

De regresso a Portugal, ao habitual palco internacional de Águeda, o campeonato do mundo de motocross assenta arraiais no Crossódromo do Casarão nos dias 4 e 5 de maio. E haverá sete os “wild cards” a pilotos portugueses que, juntos com Rui Gonçalves, irão atuar na pista aguedense.

 (MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Motocross: André Martins melhorou no nacional

Abril 8, 2013 por admin  
Filed under Desporto, modalidades

O piloto André Martins foi 8º em juniores e MX2 e 15º em elite em Marinha das Ondas (Figueira da Foz), no domingo, para a segunda ronda do campeonato nacional de motocross.

Nesta corrida, o piloto da Crosspro já esperava dificuldades devido ao piso arenoso, muito exigente a nível técnico e físico.

(MAIS INFORMAÇÃO NAS VERSÕES E-PAPER E IMPRESSA)

Página Seguinte »